Your world of Wpdance.com, Wpdance.com by WpDance

Home » Curiosidades » 10 Curiosidades sobre o Império Romano

10 Curiosidades sobre o Império Romano

saberzine Dez 21,2013 0 Comentários

1 – O Império Romano reinou num território tão poliglota e em períodos de tanta paz relativa (Pax Romana), que foi algo insólito na sua época, além de conseguir, em alguns territórios, uma taxa de analfabetismo muito menor nos seguintes 14 séculos. A sua cultura e legado permite-nos saber como era Itália há mais de 20 séculos. No geral, os territórios foram conquistados à força, mas foram governados com um grau de justiça incomum naquele tempo, e levaram obras a esses territórios que ainda hoje perduram (aquedutos, arenas, pontes, termas…). Nas campanhas militares romanas, as legiões portavam grandes estandartes com as siglas SPQR, que significam “Senatus Populusque Romanus” (o Senado e Povo de Roma).
roma-antiga-reconstrucao

2 – Caius Júlio César (Roma 100 ou 101-44 a.C.), militar e governador romano, sabendo que a população de Roma esperava ansiosamente noticias sobre os campos de batalha, converteu a redacção das mensagens em uma arte periodical. O culminar do género foi o famoso e breve mensagem para Roma depois de esmagar o exercito de Farnaces II do Ponto na batalha de Zela (47 a.C.), actual Turquia: “Veni, vidi, vici” (Cheguei, vi e venci).
caius-julio-cesar-vim-vi-venci

3 – Nero (Lucius Domitius nero Claudius, Ancio 37-Roma 68), imperador romano (54-68), mandava executar os espectadores do teatro que considerava que não haviam aplaudido com suficiente entusiasmo.
imperador-romano-nero

4 – Um dos caprichos de Elagabalus (204-222), imperador romano (218-222), era servir aos seus convidados banquetes de cera que imitavam os pratos que ele degustava ante os presentes, e eram obrigados, sobe pena de morte, a simular que estavam a comer.
imperador-romano-elagabalus

5 – Calígula (Caio César Augusto Germânico, Ancio 12-Roma 41), imperador de Roma (37-41), foi educado entre os soldados, a quem deve o seu apelido de Calígula (de cáliga, o calçado militar romano). Conseguiu grande popularidade entre o povo e o exercito e sucedeu ao imperador Tiberio reagindo contra a sua tirania. Entre outras reformas, começou uma politica de tolerância (aboliu a lei da majestade) e reduziu os impostos. Este período de felicidade durou pouco, pois aos 8 meses do seu reinado, ficou doente e a sua mente debilitou-se para sempre, dominado pelas suas extravagancias e crueldades pela sua mania da grandeza: Quis ser adorado como um Deus, esgotou o tesouro imperial e subiu os impostos, assassinou membros da sua família e da aristocracia e nomeou o seu cavalo para cônsul. Morreu assassinado por Casio Caerea.
imperador-romano-caligula

6 – Suspeita-se que a origem da “loucura” de certos imperadores romanos, como Nero e Calígula, foram devidos à ingestão de residuos de chumbo procedentes dos pratos e vasos. O chumbo é um metal muito nocivo para a saúde.
vassos-chumbo-romanos

7 – Pompeia era um prospero centro de divertimento no século I d.C., situado na baía de Nápoles. Tinha cerca de 12000 habitantes permanentes e muitos mais no verão, porque muitos romanos iam para Pompeia descansar.  Em 24 de Agosto de 79 d.C., às 12 horas, formou-se uma nuvem imensa sobre a montanha do norte da cidade e pouco depois voou pelos ares a cratera do vulcão Vesúvio, sepultando a população debaixo de 4 metros de rochas e cinzas. Milhares de pessoas morreram e outros milhares fugiram para o mar apavoradas.  apavoradas. No entanto, o famoso naturalista romano Plínio o Velho, estando em um lugar seguro na sua casa junto a Nápoles, aventurou-se a aproximar-se do vulcão com o seu caderno e estilo. A sua curiosidade custou-lhe a vida. Durante 17 séculos, Pompeia permaneceu intacta debaixo das suas cinzas endurecidas, sendo descoberta por uns camponeses que começaram a cavar ao pé do Vesúvio encontrando telhados romanos. Hoje, as maiores evidencias sobre a vida quotidiana dos romanos provêm das cidades escondidas pelo Vesúvio: Pompeia, Herculano e Stabias. A cinza preservou os edifícios, pinturas, móveis, utensílios e até uma fornada de pão carbonizada numa padaria romana.
pompeia-romanos-petrificados

8 – O termo latino “ladro”, de onde onde provem a palavra ladrão, foi originalmente usada para identificar os mercenários, soldados que tinham um salário pago pelo Império Romano. Mas a certa altura, deixaram de receber os salários previstos na lei, e para sobreviverem, começaram a roubar.
Roman_soldier_5

9 – Quintus Horatius Flaccus, mais conhecido como Horácio (65-8 a.C.), foi um poeta latino, educado na Roma e Grécia, que escreveu em uma das suas obras (Livro I, Oda XI) a famosa expressão “Carpe diem, quam minimum credula postero” (“Aproveita o dia, não assegures que um igual virá depois” ou, resumidamente, “Desfruta o momento”, expressão própria da filosofia epicúrea. O “Carpe diem” é a essência do filme “O Clube dos Poetas Mortos” (P. Weir, 1989) protagonizada por Robin Williams. Horácio é também muito citado como testemunho da imortalidade da literatura, pois no ano 23 a.C., pensando nos feitos da sua vida, escreveu o seguinte epílogo do terceiro livro das suas famosas Odas:

Exegi monumentum aere perennius Regalique situ pyramidum altius… Non omnis moriar…

Terminei um monumento mais duradouro que o bronze E mais alta do que as pirâmides reais… Não morrerei de todo…

Quinto_Orazio_Flacco

10 – Os romanos destinguiam 3 tipos de beijos: O osculum, que se dava na bochecha entre amigos, o basium, nos lábios e o suavem que davam os amantes.
roma-antiga-beijo-amantes

Partilhar no TwitterTwitter Partilhar post no FacebookFacebook Partilhar no StumbleuponStumbleupon Partilhar no DiggDigg Adicionar no Del.icio.usDel.icio.us Partilhar no DihittDihitt
   

  Deixe o seu comentário!